Menu / Busca

Desenvolvimento dos filhotes

Nascimento: os gatinhos nascem após um período de 2 meses de gestação. Suas pálpebras e orelhas permanecem fechados até aproximadamente 15 dias de vida. Nessa fase os filhotes apenas alternam mamadas com sonecas. A mamãe precisa lamber a região genital dos filhotes para estimular a urina e as evacuação e também para deixar os gatinhos limpinhos;

1 semana de vida: nessa primeira semana os gatinhos ainda rastejam  e dormem praticamente todo período do dia. O umbigo cai por volta dos 5 a 7 dias;

2 semanas de vida: a partir das duas semanas os gatinhos começam a abrir os olhos e as orelhas, mas só completam sua percepção visual com alguns meses. Os períodos de atividade aumentam e os filhotes começam seu treinamento para andar;

3 semanas de vida: início da socialização e percepção do meio em que vivem. Começam a sustentar o corpinho e não mais rastejam. Nessa fase ainda precisam ter o leite materno como fonte exclusiva de sua dieta, mas não precisam mais do estímulo da mamãe para urinar e evacuar. Os dentinhos começam a aparecer;

4 semanas de vida: agora é a fase das brincadeiras com os irmãos e a mamãe. É nessa fase que os filhotes aprendem a ter limites e a conviver com outros seres, sejam de sua espécie ou não, por isso podemos começar a apresentar a ninhada oficialmente ao cão da casa ou às crianças. O filhote dominante começa a se manifestar nessa fase de vida. A alimentação já pode ser mista: leite materno e ração para filhotes, mas se a ração for seca, precisa ser umedecida com água morna antes. Além disso, você pode oferecer água em vasilhas baixas e caixinhas de areia.

8 semanas de vida: os filhotes podem ser desmamados, mas se continuarem na mesma casa que a mamãe, com certeza irão continuar mamando, o que não faz mal algum. A ração já pode ser seca, mas a retirada da água morna deve ser gradual. Nessa fase pode começar o programa de vacinação. Filhotes órfãos podem ser vacinados a partir de 30 dias de vida;

5 a 7 meses de vida: nesse período começa a adolescência dos gatinhos, o que significa que as fêmeas podem entrar no cio e os machos começarem os passeios tão temidos pelos donos. Se você pretende castrar seu gatinho, agora é a hora.

1 ano de vida: pronto, seu gatinho já é um adulto e gradativamente você deve trocar sua ração de filhote para uma de adulto. O tempo voa, espero que tenha curtido bastante seu filhote e não se esqueça que agora com 1 ano ele precisa tomar o reforço das vacinas aplicadas na infância, ok?

Parabéns aos papais e mamães de gatinhos!!!

Nunca se esqueça de que os gatinhos não podem ser medicados sem prescrição veterinária.

Dra. Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Possui formação acadêmica em veterinária, especialização em medicina felina e mestrado e doutorado pela USP.