Menu / Busca

Como medicar seu gato

Antes de começar com as dicas é fundamental o tutor de gatos entender que NUNCA deve medicar seu gato sem prescrição veterinária. O motivo disso é que gatos possuem um metabolismo muito diferente do nosso, portanto o que é bom pra gente pode fazer mal ao gato.

Bom, compreendido isso vamos às principais dicas para medicar seu gato sem que isso se torne uma guerra.

PREPARANDO O AMBIENTE

- escolha um ambiente silencioso e tranquilo;

- coloque um pano, toalha ou manta sobre uma superfície alta e estreita ou que tenha uma parede próxima, dessa maneira ele não conseguirá ir para trás. Um bom local costuma ser a máquina de lavar roupa.

ADMINISTRANDO COMPRIMIDOS OU CÁPSULAS

- pergunte ao veterinário se você precisa usar luvas para manipular a medicação, porque você pode ter uma pequena absorção do medicamento pela pele. Quimioterápicos, por exemplo, sempre devem ser manipulados com luva;

- somente parta ou amace os comprimidos ou abra a cápsula se o veterinário autorizar;

- coloque o gato sentado sobre o pano ou tecido que você colocou sobre a superfície alta;

- se você é destro use a mão esquerda para elevar a cabeça do gato e segure o comprimido com os dedos indicador e polegar da mão direita;

- coloque o dedo médio dentro da boquinha do gato (sobre os dentes incisivos inferiores) e abaixe o queixo fazendo-o abrir a boca;

comprimido_gato_menor

- coloque o comprimido dentro da boca o mais profundo que conseguir e feche rapidamente sua boca;

- dê um leve assopro no rostinho do gato para que ele engula o comprimido e faça uma leve massagem na região da garganta;

- com uma seringa coloque aproximadamente 1 a 2 ml de água na boca do gato para ajudá-lo a engolir o comprimido e não machucar o esôfago.

ADMINISTRANDO MEDICAMENTOS LÍQUIDOS (SOLUÇÕES/XAROPES)

- siga os mesmos passos até o momento de elevar a cabeça do gato com a mão esquerda;

- segure a seringa com o medicamento líquido com a mão direita;

- aplique o medicamento no canto lateral da boca do gato bem lentamente (aproximadamente 0,5 ml por vez);

seringa

- caso você espirre um volume muito grande de uma vez só ele poderá engasgar ou aspirar o medicamento;

- feche a boquinha e assopre para ele engolir a medicação

- com uma seringa coloque aproximadamente 1 a 2 ml de água na boca do gato para ajudá-lo a engolir medicamento.

 ATENÇÃO

Muitas vezes o gato entra num processo de salivação excessiva com medicamentos muito amargos formando uma espécie de espuma. Se isso ocorrer com frequência a quantidade de medicamento engolida pode ser prejudicada. Peça ao veterinário, se for o caso, se há possibilidade de trocar a apresentação do medicamento para evitar isso. Aqueles com apresentação em gotas costumam ser os maiores vilões na hora de medicar um gato. E por falar em gotas, NUNCA pingue as gotas diretamente na garganta do gato. Faça uma diluição em água e dê na seringa como descrito acima.

USANDO PASTINHAS DE SACHÊ OU LATA

Essa opção costuma funcionar melhor para cães, mas em alguns gatos é possível usar essa técnica. Para isso basta disfarçar o medicamento (comprimido ou líquido) dentro um “bolinho” de ração úmida e oferecer ao gato. Verifique se ele de fato engoliu a medicação, porque alguns podem cuspir mais tarde o comprimido.

CUIDADOS IMPORTANTES

Se seu gato é muito arisco ou agressivo essas dicas não serão eficientes e você poderá terminar a tarefa com mordidas e arranhões nas mãos e nos braços.

Se for esse o caso converse com seu veterinário sobre a possibilidade de tratar o problema com medicações injetáveis de longa duração.

Mais uma vez vamos reforçar que nunca se deve medicar o gatinho sem prescrição veterinária

Dra. Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Possui formação acadêmica em veterinária, especialização em medicina felina e mestrado e doutorado pela USP.