Menu / Busca

Entrevista – Câncer de Mama

Estamos no Outubro Rosa, mês de prevenção e combate ao câncer de mama. Toda gateira deve fazer o exame periódico para se proteger, mas poucas pessoas sabem que a doença também acontece em animais. Você confere agora mais uma entrevista elaborada pelo jornalista e blogueiro Thiago Alcântara (Gateiro)

COMO A DOENÇA SE CARACTERIZA?
O câncer de mama é um tumor maligno que acomete os tecidos mamários das gatas, das cadelas e das mulheres. Nas gatinhas o tipo de câncer mais comum é o carcinoma. Apesar de ser mais frequente em cadelas, a cada 10 tumores de mama em gatas, entre oito e nove são malignos, ou seja, são cânceres.

POR QUE A DOENÇA ACONTECE?
Na maioria dos casos o desenvolvimento do câncer está relacionado à produção de hormônios pelos ovários. As injeções anticoncepcionais aplicadas em pet shops são hormônios e estão, comprovadamente, relacionadas com o desenvolvimento de câncer de mama nas gatas.

É POSSÍVEL REALIZAR EXAME PREVENTIVO? QUAL SERIA A TÉCNICA? E A PERIODICIDADE?
O exame físico das mamas é o melhor método. Ele é feito através da palpação de toda a cadeia mamária dos dois lados. Esse exame deve ser feito anualmente pelo veterinário ou em casa pelo proprietário. Quanto mais cedo detectada a doença, melhor. As vezes o proprietário sente apenas uma bolinha bem firme na mama. Essa bolinha pode ter inicialmente o tamanho de um grão de arroz.
Caso o veterinário detecte a presença de algum tumor nas mamas, ele vai precisar fazer exames como a citologia, a biópsia e exame de raios-x de tórax para ver se não há presença de metástase (etapa em que o tumor se espalha para outros órgãos).

HÁ UMA PREDISPOSIÇÃO PARA DESENVOLVER A DOENÇA A PARTIR DA IDADE?
Sim, as gatinhas com mais de sete anos têm maior predisposição, mas essa doença pode acometer até mesmo as mais novinhas.

HÁ PREDISPOSIÇÃO RACIAL?
Sim, as gatas siamesas ou descendentes de siamês possuem duas vezes maior risco de desenvolver o câncer de mama.

A CASTRAÇÃO EVITA INFECÇÕES NO ÚTERO. ELA TAMBÉM PODE AJUDAR A COMBATER O CÂNCER DE MAMA?
Sim, a castração precoce é o melhor método preventivo do câncer de mama. Quando digo precoce, quero dizer antes do primeiro cio, que pode ocorrer entre cinco e sete meses de vida. Por isso é bom castrar as gatinhas assim elas que acabarem de tomar as vacinas na infância. Se a gata não é castrada, ela tem mais chance de desenvolver esse câncer. A aplicação de anticoncepcional aumenta muito o risco! Nunca aplique esse hormônio na sua gatinha!

COMO FUNCIONAM OS TRATAMENTOS PARA A DOENÇA?
O tratamento é baseado na remoção total das mamas. A cirurgia é bastante radical e requer cuidados nos pós-operatório. A quimioterapia pode ser indicada em alguns casos.

OS TRATAMENTOS TÊM EFICÁCIA?
Sim, mas isso depende muito da época em que o tumor foi descoberto. Quanto mais cedo melhor!

A DOENÇA ACONTECE SÓ EM FÊMEAS?
Não, aproximadamente de 1% a 5% dos cânceres de mama acometem machos.

VAMOS FALAR UM POUCO MAIS SOBRE AS CADELAS?
Nas cadelas os tumores de mama são bem mais frequentes. Entretanto, no caso delas 40% dos tumores são benignos, ou seja, não há potencial para se espalhar para outros órgãos.

Dra. Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Possui formação acadêmica em veterinária, especialização em medicina felina e mestrado e doutorado pela USP.