Menu / Busca

Artrose

A artrose, também chamada de doença articular degenerativa é a doença articular mais comum dos gatos, mas pouco se sabe sobre essa doença quando comparado com o mesmo processo nos cães.

Os gatos apresentam poucos sintomas de dor ou incômodo de uma maneira geral e isso não é diferente nos processos de degeneração das articulações. Seu corpinho pequeno e ágil consegue driblar muito melhor que o cão os incômodos causados pela artrose.

COMO OCORRE?

A artrose é caracterizada pela degeneração crônica da cartilagem e dos ossos ao redor das articulações, antigamente chamadas de juntas. Esse processo gera dor, desconforto e rigidez.

PREVALÊNCIA

Hoje em dia já se sabe que 22% dos gatos com mais de 1 ano de idade e 90% dos gatos com mais de 12 anos são acometidos em algum grau pela artrose, já apresentando sinais de alterações nas radiografias. O que representa um grande significado para os gatos idosos.

Gatinhos acima do peso também apresentam maior predisposição.

O cotovelo dos gatos é a região mais acometida, mas joelhos, coluna e articulação do coxal (quadril) também podem ser acometidos.

CAUSAS

Diversas são as causas da degeneração articular, incluindo degeneração primária (desgaste), displasia articular, malformação congênita, ruptura de ligamento, infecções e neoplasias (tumores).

SINTOMAS

Ao contrario dos cães, os gatinhos apresentam poucos sintomas clínicos. A dificuldade de subir ou descer em móveis talvez seja o sinal mais observado pelos proprietários.

DIAGNOSTICO

A principal forma de diagnóstico são os exames de imagem, como radiografia, tomografia e ressonância magnética.

Os exames de imagem somados à história clínica e exame clínico do animal ajudam o veterinário a chegar ao diagnóstico e provável causa da artrose.

TRATAMENTO

Os objetivos no tratamento da artrose são: reduzir a dor e o processo inflamatório local, aumentar a função da articulação e, se possível, reduzir o progresso da doença.

Para atingir esses objetivos o veterinário prescreve drogas antinflamatórias, condroprotetores e nutracêuticos, mas os gordinhos precisam perder peso para ajudar no prognóstico.

Hoje em dia já está comprovado que a ACUPUNTURA é um excelente método de prevenção e correção da dor articular e pode sim ser realizada nos gatinhos.

PROGNÓSTICO

É muito variável, pois a doença apresenta diferentes graus de degeneração e diferentes causas, mas de uma maneira geral o prognóstico varia de bom a reservado.

Importante saber que a artrose não tem cura, mas pode diminuir seu progresso se uma terapia adequada for instalada.

Essas informações não devem ser interpretadas como método de diagnóstico. Nunca medique seu gatinho sem prescrição veterinária.

Dra. Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Possui formação acadêmica em veterinária, especialização em medicina felina e mestrado e doutorado pela USP.