Menu / Busca

10 dicas para transportar seu gato

Não importa se a viagem é longa ou se você vai apenas levar seu gato para o veterinário da esquina, sempre, sempre, sempre deve transportar o gato dentro de uma caixa. Vamos às dicas para tornar os transportes com gatos menos estressantes:

  1. Nunca transporte seu gato solto no carro. Além de ser perigoso é proibido andar com animais fora de caixa de transporte;
  2. Compre uma caixa de transporte rígida e com bom sistema de fechamento para evitar fugas. Na hora do desespero o gatinho pode conseguir furar as “caixas” de tecido. Além disso, o gato precisa se sentir seguro dentro da caixa, portanto evite aquelas que possuem todos os lados com tecido furadinho, pois o gato se sente muito exposto;
  3. Acostume o gato a entrar na caixinha todos os dias, como se ela fosse uma cama ou toca. Colocar panos, cobertores ou colchãozinho dentro ajuda bastante. Dessa maneira o fato de entrar na caixa para ser transportado não é de todo o mal;
  4. O uso de feromônios sintéticos em spray dentro da caixinha ou do carro pode ajudar a minimizar o estresse do gato durante o transporte e deve ser aplicado 15 minutos antes da viagem;
  5. Alguns gatos urinam e evacuam dentro da caixa de tanto medo, nesses casos é bom levar uma fralda de chão dentro da caixinha. Estão à venda em pet shops.
  6. Planeje o trajeto que vai fazer para evitar tempos excessivos desnecessários dentro do carro com o gato e separe todas as coisas que vai precisar, como a caixa, paninhos, vasilhas e caixa sanitária (nas viagens mais longas). Deixe para colocar o gato dentro do carro por último;
  7. Medicamentos sedativos só devem ser usados com receita de um veterinário e nos casos mais extremos, ou seja, quando a vida do gatinho pode ser prejudicada pelo estresse;
  8. Durante o transporte mantenha o ar condicionado ligado ou as janelas abertas para evitar hiperaquecimento do carro e prejudicar a saúde do gato;
  9. Nunca deixe o gato sozinho dentro do carro, nem por cinco minutos;
  10. Em longas viagens faça paradas a cada 2 horas e retire o gato da caixa (com o carro todo fechado e o ar condicionado ligado). Ofereça água, comida e caixa sanitária. É pouco comum que eles aceitem comer ou beber durante o transporte, mas vale a pena tentar;

Confira aqui mais dicas para viajar com o gato de carro, ônibus ou avião!

Se você tem uma dica bacana para transportar seu gato deixe aqui nos comentários!

Dra. Laila Massad Ribas

Imagem: car-advice-centre.co.uk

 

 

Laila Massad Ribas

Laila Massad Ribas

Possui formação acadêmica em veterinária, especialização em medicina felina e mestrado e doutorado pela USP.